google-site-verification=ttWhpkIytwon-M5OHnCfyvRQ1su801lMaW3xVrFmODw

ESPECIALIDADES

Conheça um pouco mais sobre os Procedimentos Cirúrgicos realizados pela Adelle Cirurgia Plástica.

  • A cirurgia do abdome, ou abdominoplastia, é um procedimento que visa melhorar o contorno do abdome através da remoção dos excessos de pele, gordura e da correção da flacidez da musculatura da parede abdominal. O resultado é um abdome com aparência agradável, apresentando uma parede mais reta e firme.

    Para algumas pessoas, dieta saudável e exercícios regulares não são suficientes para eliminar os acúmulos de gordura e flacidez de pele adquiridos ao longo dos anos. Em alguns casos, a flacidez da pele é tão significativa que um procedimento menos invasivo, como a lipoaspiração (quando há gordura localizada sem flacidez de pele associada), não atingiria um bom resultado estético.

     

    A cirurgia plástica do abdome não deve ser considerada como um tratamento de emagrecimento. Pessoas obesas obtêm resultados pouco satisfatórios. É mais interessante e prudente conseguir um emagrecimento adequado para depois submeter-se à cirurgia.

  • Blefaroplastia

    A blefaroplastia melhora a função, a forma e o aspecto estético das pálpebras. Esta, aparentemente, simples pele que recobre os olhos, protegendo-o e mantendo sua lubrificação, é na verdade uma complexa estrutura e requer conhecimento anatômico refinado e um diagnóstico adequado de quais estruturas apresentam alterações corrigíveis com a cirurgia.

    Dessa forma, este procedimento pode ser indicado nos casos em que há flacidez cutânea, muscular ou de ligamentos, assim como acúmulos gordurosos nas pálpebras. Para pessoas que possuem bolsas de gordura abaixo das pálpebras inferiores sem flacidez de pele associada (normalmente jovens com pele mais espessa e elástica), é indicada a blefaroplastia transconjuntival, na qual a remoção de gordura das bolsas pode ser realizada através de uma incisão por dentro da pálpebra inferior, sem deixar cicatrizes externas.

  • Cirurgia Plástica Pós Grande Perda de Peso

    A cirurgia bariátrica firmou-se nos últimos anos como uma alternativa importante para o tratamento da obesidade avançada, que preenche os critérios de indicação cirúrgica e apresenta resposta inadequada ao tratamento clínico bem realizado.

    Após a cirurgia bariátrica, verifica-se uma perda considerável de peso, variável conforme cada caso, que resulta em mudanças corporais significativas. Os pacientes sentem a necessidade de adequações à nova realidade, as quais envolvem desde auxílio psicológico até a realização de procedimentos plásticos. Assim é que a cirurgia plástica entra neste universo, auxiliando no tratamento complementar do paciente após grande perda ponderal, devendo também ser indicada em um momento propício e considerando o estado de saúde física e emocional de cada paciente. Estas cirurgias redutoras podem ser realizadas em qualquer parte do corpo, sendo mais comuns nas mamas, abdome, face e membros, para a correção do excesso de pele e da falta de sustentação cutânea decorrentes do emagrecimento vigoroso.

    Para assegurar segurança ao paciente, na maioria dos casos não é possível realizar todas as cirurgias de uma só vez, devendo-se programar uma sequência de tratamento com tempo suficiente para recuperação entre um procedimento e outro.

  • Lifiting Frontal

    Com o passar dos anos, por vezes, ocorre uma queda dos supercílios, o que transmite uma sensação de cansaço. O lifting frontal, também chamado de frontoplastia, procura reposicionar os supercílios, tracionando-os superiormente. Além disso a frontoplastia pode atenuar as rugas da testa e glabela, com um efeito semelhante ao produzido pelo uso da toxina botulínica. Costuma ser associado ao lifting facial e a blefaroplastia.

  • Lifting Cervical

    Com o passar dos anos, a pele do rosto e do pescoço torna-se progressivamente mais flácida. O excesso de pele desce para o pescoço formando um “papo”, que pode ser mais ou menos flácido dependo das características genéticas de cada indivíduo.

    A cervicoplastia ou lifting cervical é a cirurgia que trata desta flacidez, removendo o excesso de tecido. As cicatrizes são posicionadas estrategicamente ao redor da orelha, de modo que fiquem pouco perceptíveis.

     

    Muitas vezes é associada a lipoaspiração do local, de modo a reduzir a espessura da camada adiposa; a associação destes dois procedimentos melhora consideravelmente o resultado final da cirurgia.

  • Lifting de Braços

    O contorno dos braços tem sido cada vez mais valorizado. Assim como das pernas, a aparência desta região é importante em países como o Brasil, onde o clima estimula a exposição frequente do corpo.

    O lifting de braços, também conhecido como braquioplastia, é um procedimento cirúrgico para remover o excesso de pele desde a parte superior do tórax, perto das axilas, até o cotovelo.

    O tratamento cirúrgico desta região evoluiu bastante nos últimos anos, principalmente após a inclusão da lipoaspiração como opção em casos selecionados. Atualmente é possível rejuvenescer os braços com excelentes resultados utilizando a combinação das várias técnicas disponíveis, oferecendo significativa melhora do contorno com cicatrizes cada vez menores.

  • ​Lifting de Coxas

    Muitas pessoas, após o envelhecimento ou as que perdem quantidades significativas de peso, não se sentem confortáveis por causa do excesso de pele que permanece em suas coxas. Estas alterações podem resultar em assaduras e principalmente desconforto estético, influenciando os hábitos de lazer realizados ao ar livre. A remoção do excesso de gordura e pele nas coxas resulta em um melhor contorno corporal. Os melhores candidatos para lifting de coxa são aqueles que, apesar de fazerem dieta e exercício, não conseguiram que as coxas ficassem mais firmes após emagrecimento ou flacidez decorrente da idade. Deve-se ter em mente que, geralmente, para alcançar um bom resultado, a cruroplastia gera uma cicatriz considerável na face interna das coxas. Então pense nisso e discuta no momento da consulta quais as opções mais indicadas para um resultado satisfatório e com a menor cicatriz possível.

  • Lifting Facial

    O lifting facial, ou ritidoplastia, é um procedimento com grande adesão entre os pacientes nos últimos anos devido às técnicas menos invasivas e à grande melhora na qualidade dos resultados.

    O objetivo desta cirurgia é atenuar os efeitos do tempo, gravidade, exposição solar e stress do cotidiano sobre a face, que resultam no aparecimento dos sinais de envelhecimento. Essas alterações ocorrem de maneira lenta e progressiva, incluindo todos os componentes da estrutura facial. Com a idade, há uma modificação na estrutura da face: parte da gordura é absorvida, os músculos ficam mais flácidos e a pele perde elasticidade. Em função disso, vários sinais característicos, como acentuação das rugas na testa, queda das sobrancelhas, excessos de pele e rugas ao redor dos olhos, queda das bochechas, acentuação do sulco entre o nariz e a boca e um excesso de pele embaixo do pescoço, podem aparecer.

    A ritidoplastia pode fazer com que você pareça mais jovem, atenuando os efeitos do tempo. Porém, a cirurgia não é capaz, e nem é seu objetivo, de modificar totalmente a sua aparência. Portanto, pense cuidadosamente sobre as suas expectativas antes da cirurgia para que o resultado seja o mais satisfatório possível.

  • Lipoaspiração do Submento

    A lipoaspiração do submento é realizada isoladamente naqueles pacientes que não possuem flacidez importante do pescoço, mas apenas um excesso de tecido adiposo neste local. Geralmente são pacientes jovens, mas com acúmulo de gordura abaixo do queixo, formando um “papo”. Quando há excesso de pele, associa-se a cervicoplastia à lipoaspiração, a fim de obter-se melhores resultados.

  • Lipoaspiração/Lipoescultura

    A lipoaspiração não se presta ao emagrecimento corporal global. Se este for o seu objetivo, seria mais adequado planejar um programa de reeducação alimentar e exercícios físicos. A lipoaspiração está indicada para o tratamento de gorduras localizadas, ou seja, aquele tipo de gordura que não sai com dieta e exercícios físicos. Neste contexto a lipoaspiração é muito segura e efetiva. Os problemas que a mídia com frequência traz à tona, geralmente se devem a excessos, quando se aspiraram grandes volumes de tecido gorduroso ou mal executadas por médicos não cirurgiões plásticos.

    Além de elevar o risco cirúrgico, as lipoaspirações exageradas trazem consigo uma maior possibilidade de irregularidades e retrações da pele. Executada com perícia e responsabilidade a lipoaspiração é um método fantástico de tratamento, tanto que é o procedimento mais comumente associado a outros na cirurgia plástica.

    A lipoescultura é o ato de usar a gordura aspirada na lipoaspiração, depois de devidamente purificada e tratada, para melhorar aspectos do contorno corporal de apresentam falta de volume. As principais áreas tratadas são a região glútea, face, mamas, entre outras.

  • Mamoplastia de Aumento

    O implante de prótese de silicone nas mamas é uma das cirurgias mais procuradas pelas pacientes, que buscam um melhor resultado insatisfeitas com o tamanho e formato de suas mamas.

    A consulta médica é muito importante para o sucesso desta cirurgia, pois, apesar de parecer um procedimento simples, existem várias escolhas a serem consideradas e princípios que devem ser obedecidos rigorosamente Fatores como as características da pele, consistência da mama, localização da incisão e o aumento desejado devem ser analisados pelo cirurgião plástico individualmente de forma cuidadosa, com a análise da largura, projeção e altura da mama. Tudo isso determinará a escolha do implante, local e forma de colocação e a satisfação do resultado

  • Mamoplastia Redutora

    Nesta cirurgia buscamos corrigir as deformidades de volume, melhorando também a forma das mamas. Quando jovem, a mama é constituída, em sua maior parte, de tecido glandular, que é firme e rígido. Com o passar do tempo, este conteúdo vai sendo progressivamente substituído por tecido gorduroso, mais frouxo e macio.

     

    A gravidez contribui muito na aceleração deste processo. Tal fenômeno ocorre em maior ou menor grau e com diferentes velocidades, dependendo da carga genética da paciente. Com isso, a mama acaba adquirindo um formato mais pendular (tecnicamente conhecido como ptose mamária), onde as mamas tornam-se indesejavelmente caídas. A mamoplastia devolve a beleza às mamas, trazendo bem-estar à paciente. As cicatrizes, que nos primeiros meses ficam avermelhadas, estarão maduras após um ano, quando se obtém o resultado definitivo da cirurgia.

  • Mastopexia

    Indicada para pacientes com as mamas ptosadas (caídas) que desejam apenas a suspensão das mesmas, sem redução importante do volume. A mama é reposicionada superiormente e o excesso de pele é removido, gerando cicatrizes que são, em geral, bem toleradas pela paciente.

  • Mentoplastia

    A cirurgia plástica do queixo serve para torná-lo mais harmônico em relação a outras estruturas faciais como nariz e boca. Desta forma, a mentoplastia costuma trazer melhorias significativas no perfil do paciente.

    A mentoplastia pode ser de redução ou aumento do queixo. Várias são as técnicas empregadas. Pode-se fazer uso de próteses para o aumento do queixo. Em certos casos, faz-se necessária uma intervenção sobre a estrutura óssea a fim de se obter resultados mais consistentes.

  • Miniabdominoplastia

    É uma cirurgia indicada para casos selecionados de pouca a moderada flacidez, principalmente na área abaixo do umbigo. Mais indicada para pacientes de uma faixa etária mais jovem, com acúmulo restrito nesta região. Tem a vantagem de deixar cicatrizes menores, além de não produzir cicatriz em torno do umbigo.

  • Ninfoplastia

    Cirurgia indicada para pacientes com lábios vaginais hipertróficos (muito grandes). Busca-se a remoção do excesso de tecido, o qual pode causar desconforto no uso de determinadas roupas, como os biquínis de praia, ou mesmo constrangimento da paciente junto ao seu parceiro sexual.

  • Otoplastia

    Orelha de abano é o mais comum de todos os defeitos congênitos das orelhas. As alterações consistem basicamente de um aumento da abertura da orelha em relação à cabeça e/ou alterações de alguns relevos e dobras da cartilagem auricular. A cirurgia modela esta cartilagem e corrige esta relação.

    A idade ideal para realizar a cirurgia é a pré-escolar, ou seja, a partir dos cinco aos sete anos de idade. Nessa fase, a estrutura cartilaginosa das orelhas já está totalmente formada, e a cirurgia evita o trauma das crianças no convívio social. Todavia, nada impede que tal correção seja feita em outras fases posteriores da vida, trazendo melhora na auto-estima do paciente.

  • Prótese de Panturrilha

    Cirurgia em que uma prótese de silicone é inserida sob a musculatura da panturrilha (batata da perna). Trata-se de uma prótese especialmente desenvolvida para esta região. A prótese é colocada através uma prega que existe na parte posterior do joelho. É utilizada em cirurgias reparadoras, como por exemplo, em pacientes com sequelas de poliomielite (paralisia infantil). Também indicada em casos puramente estéticos, onde o paciente deseja incrementar volume e definição à panturrilha.

  • Prótese Glútea

    Cirurgia indicada para aumentar o volume e melhorar o contorno e consistência das nádegas. As prótese de silicone são próprias para este fim, sendo mais firmes e resistentes do que as utilizadas em mamoplastias. A cicatriz fica embutida na prega interglútea, que é o sulco que existe naturalmente entre as nádegas, sobre o cóccix. A gluteoplastia ser associada a lipoaspiração da região lombar e a enxertia de gordura em torno da prótese.

  • Reconstrução da Mama

    As mamas têm um papel fundamental e complexo na vida da mulher. Os tumores malignos das mamas geralmente são muito agressivos e, consequentemente, o seu tratamento oncológico também, visando preservar a vida da paciente. A cirurgia plástica entra neste panorama contribuindo para a reconstrução mamária, na tentativa de melhorar a autoestima e a qualidade de vida destas pacientes. Felizmente, cada vez mais a mastectomia tem se tornado conservadora, possibilitando, na maioria das vezes, a reconstrução mamária imediata, ou seja, no mesmo procedimento cirúrgico faz-se a retirada do tumor com uma parte da mama ou da mama completa e sua imediata reconstrução. Isso traz resultados cada vez mais agradáveis às mulheres acometidas por câncer de mama.

    A reconstrução mamária pode ser feita utilizando-se o excesso da própria mama operada (assemelhando-se a uma mamoplastia adaptada), retalhos musculares, ou ainda usando-se expansores ou próteses mamárias, dependendo do caso. A discussão entre a paciente e seu cirurgião plástico sobre melhor técnica aplicada ao seu problema e também à sua expectativa de reconstrução é fundamental para que a reconstrução obtenha o resultado mais satisfatório possível.

  • Rinoplastia

    A aparência do nariz é responsável por grande parte da harmonia facial. Por isso, alterações no seu formato podem gerar desequilíbrios entre as unidades estéticas faciais. A cirurgia do nariz, ou rinoplastia, visa justamente restaurar este equilíbrio. Ao longo dos anos, várias técnicas altamente sofisticadas foram desenvolvidas para adequar o formato do nariz às características individuais da face de cada paciente.

    Atualmente, o cirurgião pode reduzir ou aumentar o tamanho do nariz, alterar a forma da ponta e do dorso, diminuir o tamanho das narinas, refinar a ponta e alterar o ângulo entre o nariz e o lábio superior. Esta cirurgia também pode corrigir defeitos já presentes ao nascimento, sequelas de traumatismos ou rinoplastias prévias e ajudar a resolver problemas respiratórios.

    O objetivo da rinoplastia moderna não é trazer um nariz ”empinado e pontudo” às pessoas, mas sim propiciar harmonia à face, tentando adequar o tamanho e a forma do nariz às características de cada paciente.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Segunda - Sexta

08:00 - 20:00

Sábado e Domingo

Fechado

LOCALIZAÇÃO

Av. Trompowsky, 291
Ed. Trompowsky Corporate
Torre 1, Sala 602
Centro, Florianópolis

Responsável técnico:

Dr. Daniel Volpato

CRM/SC 10977 | RQE/SC 9809​

Parceiros:

Nosso material tem caráter meramente informativo e não deve ser utilizado para realizar autodiagnóstico, autotratamento, ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

© ADELLE CIRURGIA PLÁSTICA 2018. Desenvolvido por ELLERA

Logo Ellera
Logo Adelle Cirurgia Plástica - Florianópolis SC